A curiosa origem das palavras e expressões utilizadas no nosso dia a dia.

sexta-feira, 29 de agosto de 2014

X-acto

.











O "X-acto" é um instrumento constituído por uma lâmina, geralmente retráctil, que se usa para cortar vários tipos de material flexível.


No principio dos anos 1930, um judeu polaco imigrante nos Estados Unidos, Sundel Doniger, concebeu um instrumento de corte, uma espécie de pena afiada, tendo apresentado uma patente em 1959 que foi deferida em 1961.


Este instrumento foi por ele chamado de X-acto, tendo fundado a sua própria empresa com o mesmo nome, que ainda existe actualmente.


O nome X-acto foi criado pelo seu autor com base no adjectivo em castelhano "exacto", cuja pronúncia em castelhano soa igual à pronúncia em inglês para o grupo de grafemas que constitui o nome X-acto.


Ele pretendeu com esse nome incutir a ideia de precisão que se consegue com o emprego desses instrumentos de corte.


Este tipo de instrumente cortante tem várias designações:

- Em Portugal e no Canada é chamado de "X-acto" (e portanto com o nome de uma marca).

- No Reino Unido, na Austrália e na Nova Zelândia usa-se "Stanley knife" (nome de marca).

- Em Israel e na Suíça é conhecido como "Japanese knife".

- No Brasil usa-se o nome de "estilete", por vezes "cortador".

- Em França, na Itália, na Índia, na Filipinas e no Egipto é chamado de "cutter".

- Em Espanha além de "cutter", por vezes também se utiliza o nome "cortaplumas".

- Na Argentina e Uruguai é chamado de "trincheta".






.

Sem comentários:

Publicar um comentário