A curiosa origem das palavras e expressões utilizadas no nosso dia a dia.

segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

Feira da Ladra

.



Feira da Ladra no Campo de Santa Clara



A origem da Feira da Ladra remonta à fundação da nacionalidade e teve números locais, mas o que mais intriga é o seu nome, não se tendo chegado a uma conclusão definitiva.


No início, no século XII, chamava-se "Mercado Franco de Lisboa" e situava-se junto ao Castelo de São Jorge, na muralha sul. Tratava-se, nessa altura, de um mercado que se realizava à terça-feira. Em 1430 passou a efectuar-se no Rossio. Após o terramoto de 1755, dado que o Rossio foi sujeito a obras, passou, em 1809, para a Praça da Alegria.


Em 1823 fixa-se no Campo Sant'Ana e em 1882 é transferida para o Campo de Santa Clara, o seu local actual. Em 1903, além das terças-feiras é-lhe conferido mais um dia, ao sábado.


Com o passar dos tempos, esta feira foi perdendo as características que a assemelhavam aos mercados passando a concentrar-se sobretudo no negócio de artigos velhos e usados.


Um das hipóteses mais comum para explicar o nome "ladra" seria devida ao facto de os objectos vendidos terem sido roubados, no entanto, dado tratar-se inicialmente de um mercado, esta teoria não faz muito sentido.


Alguns investigadores, como Pinho Leal, atribuem a nome como derivado de "lada" que significaria no português antigo "margem do rio", na altura em que estava instalada às portas do mar, na Ribeira Velha no margem direita do Tejo.


Contudo, Alberto Pimentel refuta esta teoria. Segundo ele, a Feira da Ladra nunca esteve na margem do Tejo, sendo a feira que lá se realizava de bens de primeira necessidade, nada tendo a ver com a que se realizava no Rossio às Terças-Feiras.


O nome de "Feira da Ladra" pode ter tido origem nas feiras francesas existentes sobretudo em Paris, na idade média, que tinham por nome "Saint-Ladre", nome derivado de "Saint-Lazare".


Por fim, muitos investigadores da língua árabe pensam que a origem do nome pode dever-se ao facto da existência no local duma estátua de nossa Senhora que em árabe tem o nome de "Al Hadra" ("a virgem"), que com o tempo foi-se aportuguesando.



.

1 comentário:

  1. numa visita guiada que fiz com a empresa SAL (sistemas de ar livre) este outono foi apontado o nome como sendo de um insecto. Como em Paris "Marchê aux Pouces"

    ResponderEliminar